Articles

A rede voltou para os tesouros

As duas mulheres que quebraram a internet nas últimas duas semanas não tocam nenhuma página ou conta em redes sociais. Elas não receberam qualquer verba para realizarem essa campanha que atingiu multidões de forma espontânea e viral, que por milagre destacou a mae do parlamentar israelense Gadi Yevarkan – que se curvou e beijou os pés de sua mãe, antes de entrar no Knesset (parlamento israelense) –  além da avó Mari Nehemias, aquela da cerimonia do acendimento das tochas (em Yom Haatzmaut). O que está acontecendo aqui?

Netanel Peretz escreveu essa noite que, no fundo, parece que estamos sedentos por uma nova conexão com a geração anterior. A geração jovem não quer, na verdade, jogar fora a geração de seus pais e seus valores. Ela quer escutar a sabedoria das gerações, que é extensa e misteriosa. Ela está ansiosa por ingenuidade, com a capacidade de se contentar com pouco e por outros muitos valores que podemos aprender com nossos pais e avós.
 
“שובו אל האוצרות שלכם” “Voltem para seus tesouros” disse o Rabi Nachman de Breslev. Recebemos nessa semana uma prova de que, aém do do avanço, queremos voltar a esses nossos tesouros. Admirar a matriarca idosa que imigrou da Etiópia com seus filhos com grande fervor e a avó que fugiu dos nazistas na Tunísia. Nós não conseguimos sozinhos. Precisamos delas.

Na Parashá da semana é dito “אֱמֹר אֶל הַכֹּהֲנִים בְּנֵי אַהֲרֹן” “Diga aos sacerdotes filhos de Aharon (Aarão), e apenas então se começa a lhes dar instruções. Ou seja, a primeira coisa que lhes é dita é que eles são “filhos de Aharon”. Antes de mais nada, lhes é lembrado quem eles são e da onde vieram e, apenas a partir dessa ligação com suas raízes, começou-se a lhes dizer o que fazer. 
Shabat Shalom.

Tags

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Related Articles

Back to top button
Close
Close