O que os bebês de oito meses sabem sobre você

Por trás da carinha doce e inocente dos bebês de oito meses ou mais, há uma mente de um pesquisador de estatística social, notando cada ação e movimento das pessoas ao seu redor e tentando antecipar o próximo passo, de acordo com nova pesquisa da Universidade de Washington em San Luis. “Mesmo antes que eles possam conversar,as crianças acompanham de perto o que está acontecendo ao seu redor e procuram os padrões de atividade que indicam as preferências das pessoas próximas a elas,” dizem os pesquisadores. “Se você vai fazer a mesma escolha três ou quatro vezes dentro do campo de visão do bebê, ele vai começar a ver isso como a sua preferência.”

O que isso significa? Se durante toda manhã vocês sempre trocaram as fraldas do bebê o colocando sobre um tapete particular, ele ficaria surpreso se você colocá-lo mais tarde no berço. Se cada vez que você se sentar no sofá com o bebê, você tira o seu clular – ele já espera esta ação com antecedência.

Como as crianças não podem nos dizer o que elas pensam, os pesquisadores pensavam que a capacidade de ver a vida a partir da perspectiva de outra pessoa, se desenvolve depois de dois anos de idade. Mas os estudos na última década conseguirem ultrapassar a barreira da língua falada, e descobrir que, na verdade, que bebês muito jovens aprendendem a entender a perspectiva de outra pessoa.

No estudo da Universidade de Washington participaram sessenta bebês saudáveis, metade meninos e metade meninas, com idade média de oito meses e meio. Ao sentar-se no colo de um dos pais, os bebês assistiram uma mulher jovem que  levou um dos dois brinquedos de pelúcia no palco: Um cão branco e marrom ou um pato amarelo. Os pesquisadores compararam a reação dos bebês após a escolha na quatra vez do mesmo brinqueido, e na reação de uma escolha diferente. O resultado: Os bebês olhavam cinquenta por cento ou mais tempo, quando a mulher mudava o seu padrão e de repente escolhia outro brinquedo. Em outras palavras – eles foram surpreendidos.

Na segunda fase do estudo, a mulher foi com dois brinquedos para os bebês e perguntou-lhes se eles poderiam lhe dar o brinquedo que ela quer. Consistentemente, os bebês estenderam as mãos para o brinquedo que ela escolheu anteriormente por várias vezes consecutivas.

Além do fato de que os bebês notam o nosso comportamento e sabem muito sobre as nossas preferências, a pesquisa mostrou outra coisa: Uma mudança única  do padrão das preferências é suficiente para mudar a percepção do bebê. É por isso que, provavelmente, a rotina é tão importante para os bebês:Uma vez que você se desvia da rotina, é suficiente para deixá-los convencidos de que suas preferências mudaram para sempre …

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Related Articles

Back to top button
Close
Close