Articles

A história sem fim

A espaçonave Bereshit está a caminho da lua, enquanto um míssil aterrissa no Sharon. Trump reconhece a soberania de Israel sobre as Colinas de Golan, mas os moradores do perímetro de Gaza estão nos refúgios. E tudo isso acontece entre Purim e Pessach, quando muitos já estão começando a limpar. Ontem encontrei um pequeno parágrafo sobre Pessach, que pode dar um gosto até aos últimos dias turbulentos. Estas palavras, da nova Hagadá com o comentário do rabino Yosef Dov Soloveitchik, são dedicadas aos soldados e cidadãos do sul nesta manhã:
*”Nós celebramos o Êxodo não apenas porque nos lembramos dele, mas porque o vivemos novamente. É um drama permanente e fixo. Cada geração vive realizando seu próprio êxodo do Egito. Não há geração que não possa dizer: “Em cada geração, estão prontos a nos destruir”. Nós lemos a Hagadá e copiamos o passado para o presente. Memória e realidade se misturam. A Hagadá de Pessach nos lembra que somos uma nação pequena, frente a hostilidades de todos os tipos. Uma nação que ensina ao mundo a mensagem da liberdade, mensagem de bondade e mensagem da Torá. Um povo que sua existência é uma espécie de milagre. Uma nação que lida com todos os obstáculos em seu caminho – porque ainda não terminou de contar sua história para a humanidade”.

Tags

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Related Articles

Back to top button
Close
Close